Notícias seta
Entrevista
Jus Znidarsic, Gerente de projeto da Asfalteks
Jus Znidarsic - “A aquaplanagem é um dos maiores riscos de contingência para o tráfego. O fenômeno ocorre na maioria das vezes durante o período de chuva e suas causas podem ser amenizadas através de processo tecnológico de aplicação de ranhuras (grooving) na superfície asfálticas”.

 

Em entrevista cedida à Agência de Notícias da ABCR, o especialista em impermeabilização e isolamento asfáltico Jus Znidarsic relata a experiência de 25 anos da empresa Asfaltek no desenvolvimento de projetos de tecnologia para segurança rodoviária, prevenindo a aquaplanagem e os efeitos da mesma em estradas, ruas e rodovias na Europa. 

Agência ABCR – Conte-nos um pouco sobre a área de negócio da Asfalteks. 

Jus Znidarsic – Com sede na Eslovênia, a Asfalteks é uma empresa especializada em impermeabilização e isolamento asfáltico, que realiza um constante trabalho de desenvolvimento de projetos de tecnologia para segurança rodoviária, buscando prevenir a aquaplanagem e os efeitos da mesma em estradas, ruas e rodovias. 

Agência ABCR – Quais são as principais causas de Aquaplanagem? Onde acontece com maior incidência?

Jus Znidarsic – A aquaplanagem é um dos maiores riscos de contingência para o tráfego. O fenômeno ocorre, na maioria das vezes, durante o período de chuva e suas causas podem ser amenizadas através de processo tecnológico de aplicação de ranhuras (grooving) na superfície asfálticas. A aquaplanagem ocorre quando uma camada de água sobre o revestimento asfáltico impede o contato entre os pneus e a superfície. Isso causa a perda do controle do veículo e reduz a segurança da via. Nas auto-estradas, onde é permitido trafegar com maior velocidade, o perigo de perder o controle do veículo é ainda maior. Chuvas fortes podem levar à completa perda de controle. 

O acúmulo de água nas pistas pode ocorrer por diversas razões, como, por exemplo, projetos com problema nos ângulos de acentuação, a falta de drenagem no asfalto e a deficiência no escoamento de água. Em situações de velocidades de condução elevada ou espessura significativa de água, especialmente em casos de pneumática desgastado, o nivelamento da pressão hidrostática e de veículos de peso ocorre. Assim, o veículo flutua sobre a água, com perda total de aderência e controle do veículo. 

Agência ABCR – Como as ranhuras ou grooving podem diminuir a incidência de aquaplanagem?  

Jus Znidarsic – Um dos métodos mais eficientes para reduzir a aquaplanagem é a aplicação de ranhuras na superfície da estrada. Isso resulta em uma melhor drenagem em comparação com estradas tradicionais. O filme de água é absorvida pelo sistema de sulcos abaixo da superfície de contato entre as vias e os pneus. Isto reduz significativamente a formação de um filme aberto de água e aquaplanagem.

As ranhuras provaram ser uma maneira simples e eficiente para reduzir aquaplanagem nas estradas. Análise de estradas antes e depois da implementação das ranhuras mostou redução do número de acidentes rodoviários em áreas críticas em até 80%. O grooving (ranhuras) drena maiores quantidades de água da superfície do pavimento, reduzindo assim a aquaplanagem. Na Europa, além de reduzir a aquaplanagem, o grooving também reduziu, no inverno, a incidência do gelo negro (camada fina e transparente de gelo na superfície das estradas).

Agência ABCR – Como a empresa consolidou sua atuação no mercado mundial? 

A Asfaltekis atua principalmente na Eslovênia, Alemanha, Áustria, Croácia e Hungria, em sua maioria com empresas governamentais que gerenciam as rodovias. Estamos no mercado desde 1999 e conseguimos uma ótima aceitação somente após a demonstração dos resultados já obtidos. As empresas governamentais, que na sua maioria gerenciam as estradas européias, queriam, num primeiro momento, comprovações, certezas e estatísticas, antes de utilizarem nossa tecnologia. Normalmente, trabalhamos em parceria com quem está pavimentando e/ou construindo a estrada ou rodovia. O principio básico da nossa tecnologia é simples, porém é necessário fazer um estudo caso a caso do pavimento e do clima, entre outras variáveis.

Agência ABCR – Como avaliam o mercado brasileiro? Já trabalharam com concessionárias?

Jus Znidarsic – O principal motivo da visita da Asfalteks ao Brasil é apresentar a tecnologia da empresa e obter parceiras na América do Sul. Nosso mercado tem como foco a segurança viária e a tecnologia de pavimentação para o mercado automotivo, carros ônibus e caminhões. Vemos o Brasil com grande potencial para aplicar essa tecnologia devido ao declive, acentuação e ângulo aplicados nas pistas. Na Europa, não tivemos ainda a oportunidade de trabalhar com concessionárias.

Na Eslovênia nossa tecnologia é aplicada desde o início do planejamento das rodovias, e não somente na fase de correção. Dessa forma, é possível reduzir em um terço o tempo de implementação do processo tecnológico, sem ser preciso interromper o fluxo ou causar impacto na rodovia. Sendo assim, a relação custo benefício é alta. Mas, muitas vezes, devido a diversos fatores, como, por exemplo, os curtos prazos de entrega de uma obra, quando os engenheiros encontram defeitos nas rodovias, já não possuem tempo hábil para correções dos problemas, devido a urgência em liberar o tráfego. Nesses casos, eles acabem utilizando nossa tecnologia para encurtar o tempo, corrigir o problema e minimizar os custos.   

Agência ABCR – O que achou do CBR&C? A visita foi produtiva?

Achei muito produtivo o Congresso, mas foi a primeira vez que tive a oportunidade de fazer uma apresentação para o mercado brasileiro. Ainda não fizemos nenhuma parceria, mas senti que há o interesse, espaço e potencial, tanto no Brasil quanto no mercado da América do Sul. Vejo que temos a possibilidade de crescer no mercado privado e publico e esperamos estar aqui novamente no próximo congresso. 

Leia também
Buscar Notícias Sala de Imprensa
Por data
De:
Até: